O Está Túmulo Vazio


Jesus Ressucitou! Ele Está Vivo!

No primeiro século não havia noticiário na TV, e nem mesmo TV. Mas, se houvesse, podemos imaginar o que diria um repórter na manhã da ressurreição, há 2.000 anos: "Bom dia, senhoras e senhores. Aqui fala Maurizio Donato diretamente de Jerusalém para relatar o espantoso desaparecimento do corpo de Iesous, líder da seita conhecida como “O Caminho”, que foi crucificado junto com dois outros malfeitores na última sexta-feira. Como é do conhecimento de todo o Império Romano, há cerca de três anos, Iesous começou a viajar pelo interior da Judéia pregando uma nova religião. Ele, que se dizia o Cristhus, o filho de Deus, tinha muitos seguidores, e este número aumentava rapidamente, com os sinais e milagres que Iesous fazia, contrariando os interesses dos líderes religiosos da Palestina. Acusado de traição e blasfêmia, ele foi crucificado na manhã da última sexta-feira e retirado da cruz no fim da tarde, após confirmada a sua morte, sendo trazido para este túmulo escavado na pedra, aqui à nossa frente. Apesar de toda a segurança de uma escolta romana, a pesada pedra que fechava o túmulo foi removida, tendo o selo rompido, e o corpo estranhamente desapareceu. As autoridades afirmam que fiéis seguidores roubaram o corpo, ao que estes dizem que ELE RESSUSCITOU, conforme afirmava. O fato é que tudo isso é inexplicável! Voltaremos a qualquer instante com novas informações”.
A questão do desaparecimento do corpo de Jesus de um túmulo em Jerusalém, dois milênios atrás, é fundamental para a fé cristã. Cerca de 50 dias depois do "desaparecimento de Jesus", Seus apóstolos começaram a pregar Sua ressurreição, e milhares de conversões ocorreram. Os céticos denunciavam os apóstolos e seus ensinamentos e perseguiam violentamente os seguidores de Jesus, mas ninguém jamais disputou o único fato incontestável: o túmulo estava vazio.

A VERDADE DOS FATOS ESTÁ NA BÍBLIA:

“Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem embalsamá-lO. E, muito cedo, no primeiro dia da semana, ao despontar do sol, foram ao túmulo” (Mc 16:1-2) e viram que “a pedra já estava removida; pois era muito grande” (Mc 16:4). Entrando no túmulo, viram um jovem assentado ao lado direito, vestido de branco, que lhes disse: “Não vos atemorizeis; buscais a Jesus, o Nazareno, que foi crucificado; Ele ressuscitou, não está mais aqui; vede o lugar onde O tinham posto. Mas ide, dizei a Seus discípulos e a Pedro que Ele vai adiante de vós para a Galiléia; lá O vereis, como Ele vos disse.” (Mc 16:6-7). Jesus havendo ressuscitado no domingo cedo, apareceu primeiro a Maria Madalena, de quem expelira sete demônios. Ela correu a anunciar aos companheiros de Jesus, porém eles não acreditaram.
Mais tarde naquele dia, dois discípulos caminhavam de Jerusalém para a aldeia de Emaús. Um desconhecido juntou-Se a eles e lhes perguntou sobre o que estavam conversando. Ele era na verdade o ressuscitado Jesus, que apareceu numa forma que eles de início não reconheceram. Com semblantes tristes, eles responderam que falavam a respeito de Jesus. O Desconhecido começou a explicar coisas referentes ao Messias, sobre o cumprimento das profecias messiânicas, nos mínimos detalhes, conforme as Escrituras. Então, O convidaram a ficar com eles aquela noite: “... Fica conosco, porque é tarde, e o dia já declina. E entrou para ficar com eles. E aconteceu que, quando estavam à mesa, tomando Ele o pão, abençoou-o e, tendo-o partido, lhes deu; então, se lhes abriram os olhos, e O reconheceram; mas Ele desapareceu da presença deles.” (Lc 24:29-31). Então, retornaram a Jerusalém para relatar a todos o ocorrido. Lá viram a Jesus e dEle ouviram “que o Cristo havia de padecer e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em Seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém. "Vós sois testemunhas destas coisas.” (Lc 24:46-48).
Na Galiléia, Jesus encontrou os Seus discípulos “E, quando O viram, O adoraram; mas alguns duvidaram. Jesus, aproximando-Se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade Me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” (Mt 24:17-20).

Por 40 dias, após ressurreto, Jesus apareceu a Seus discípulos em diferentes ocasiões. Em uma delas, apareceu a mais de 500 deles! E antes de elevado ao céu, disse aos Seus discípulos: “mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem O encobriu dos seus olhos.” (At 1:8-9).
Aleluia! O nosso Redentor vive! Nossa fé não é vã! Por isso, podemos afirmar que sabemos em Quem temos crido.

Solus Christus — Soli Deo Gloria

Fulano de tal

Outros Artigos
Deus e Homem

Como Jesus pode ser Deus e Homem?

Tão admirável como a Doutrina da Trindade é a Doutrina da Encarnação, ou seja, que Jesus é Deus e Homem ao mesmo tempo, eternamente, numa só Pessoa...

Celebrando a páscoa

Celebrando a Páscoa

Havia cerca de 400 anos em que o povo hebreu vivia entre os egípcios, num regime de escravidão, absorvendo os costumes e cultuando os deuses de um povo politeísta, idólatra e até mesmo, com práticas ocultistas...

Diante do Supremo Juiz

Diante do Supremo Juiz

Imagine-se em um tribunal diante de um juiz, cuja decisão pode significar a sua liberdade ou a sua prisão perpétua! Você é réu de uma dívida durante todo o tempo de vida terrena...